Scania e Cavaletti: compromisso compartilhado além do transporte

Fabricante de móveis conta com caminhões da marca para fazer o transporte de seus produtos, e se espelha no exemplo da montadora para oferecer sempre o melhor atendimento aos seus clientes.

25/09/2014

GilmareMarcioCavaletti

 

Era 1974 quando os irmãos Gilmar e Mário Cavaletti começaram, na cidade de Erechim (RS), o trabalho de reforma de móveis. A simplicidade da estrutura, à época um modesto galpão, não os impediu de estabelecer um compromisso: fazer sempre o melhor para oferecer produtos de qualidade e garantir a satisfação dos seus clientes. E foi mantendo-o que, passados mais de 40 anos daquele início, hoje a Cavaletti Cadeiras Profissionais se tornou uma empresa com mais de 500 funcionários, fabricando móveis corporativos que são comercializados nos quatro cantos do Brasil.

Da mesma forma, a empresa se preocupa com a logística de atendimento e, para isso, conta com caminhões Scania. “Uma vez, e isso tem bem mais que 40 anos, meu pai saiu em viagem a bordo de um Scania 113, acompanhando um tio meu que era motorista. Quando voltou, estava tão maravilhado com tudo o que ouviu e pode comprovar sobre os diferenciais do caminhão, que nos recomendou que, se um dia comprássemos um, fosse Scania”, relembra Gilmar, que atendeu ao pedido do pai e, em 1995, comprou o seu primeiro veículo da marca, um P93. “De lá pra cá esse número só vem aumentando”, destaca.

A mais recente aquisição da Cavaletti, em meados do ano passado, é o Scania R 400 4×2. “Com ele, estamos somando atualmente nove caminhões pesados, além de outros três Semipesados. Em um País de dimensões continentais, como é o nosso, é preciso ter a garantia de veículos robustos, com tecnologia e conforto”, ressalta o empresário, enfatizando que os diferenciais da marca contribuem também para a retenção dos motoristas e, por isso, atualmente, todos os seus veículos possuem câmbio automático e ar-condicionado.

Os motoristas Carlos Battistella e Gilmar Dutra, que trabalham na empresa, respectivamente, há 30 e 29 anos, comprovam as afirmações do patrão. “Faço viagens longas, passando até mais de um mês fora de casa, e seria muito mais difícil se eu não estivesse com um caminhão Scania. É um veículo muito bom de trabalhar, forte no motor e confortável para o motorista” elogia Dutra durante uma viagem que incluiu na rota cidades do Pará, Amapá, Ceará e Paraná, antes do retorno a Erechim.

“Nunca fico na mão”


Além de caminhões com melhor média operacional, como cita Gilmar Cavaletti, a preferência da empresa pela marca se dá também pela questão do atendimento. Segundo ele, a qualidade do pós-venda e, principalmente, da assistência técnica da Scania o permitiram “dias mais tranquilos”. Além de fazer todas as manutenções e trocas de peças seguindo as recomendações e sempre na concessionária, ele destaca a facilidade da solução Scania Assistance. “Dificilmente um caminhão dá problema, mas, quando acontece, o motorista liga direto no telefone 0800 e só precisa dizer onde está, qual é o modelo do caminhão e o problema, que do resto a Scania cuida. Nunca mais fui acordado com telefonema no meio da madrugada por motorista que ficou na mão.”

E o empresário faz questão de ir mais longe: “Embora essa sempre tenha sido a nossa filosofia de trabalho, nos espelhamos no exemplo da Scania quando nos dedicamos para oferecer sempre o melhor para os nossos clientes. A marca, também nesse sentido, é um grande exemplo para a nossa empresa. É a fórmula para continuarmos crescendo”.

 

Matéria Publicada em:

http://newsroom.scania.com/br/2014/09/25/scania-e-cavaletti-compromisso-compartilhado-alem-do-transporte/